Como é a Disney em Hong Kong


Depois de ver o show nos arranha-céus e subir no bondinho para conhecer o Big Buddha já está se sentindo praticamente um honkogiano? Calma. Além dos olhos puxados e de saber que o termo certo para quem nasce lá é Hong Konger, para ser um local ainda falta conhecer dois dos parques de diversões mais famosos da Ásia: O Ocean Park e o queridinho de quatro em cada cinco habitantes desse planeta: a Disney.

Disney Hong Kong

Como chegar: Estação Disneyland Resort da Disneyland Resort Line


Quanto Custa: HK$ 539


Melhor Dia: Todos


Horário: 10h30 às 20h

A primeira pergunta que vem a cabeça de quem descobre que existe um parque da Disney em Hong Kong é: vale a pena ir até lá? A resposta, como sempre, é: depende.

Se você já foi até um dos parques da Disney espalhados pelo mundo, principalmente o de Orlando, saiba que, ao contrário de lá, em que o complexo Disney abriga quatro grandes parques (sem contar os aquáticos), em Hong Kong temos apenas um. O estilo dele é baseado no Magic Kingdom (parque principal de Orlando, mais conhecido como o parque do castelo da Cinderela), ou seja, o lugar é super bonito, bem animado, mas sem aquelas atrações mais radicais.

No parque você pode tirar fotos com toda a turma do Mickey (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

O esquema aqui é mais para curtir as paradas (que são sensacionais), comer nos restaurantes, aproveitar os brinquedos e curtir aquele clima Disney, que só quem foi sabe como é. Como você já deve ter percebido ali em cima, o preço é um pouco salgado.

Essa é a atração mais cara de Hong Kong que vou te indicar. Se você já foi até outros parques da Disney e não é um aficionado por eles (acredite, tem muita gente viciada em parques Disney), acho que pode pular para o outro post e curtir o Ocean Park. Se você nunca foi a Disney, ou está viajando com crianças, pode preparar o bolso que te dou as dicas agora do parque mais amado do mundo.

Como Chegar

Os carros da estação do metrô são todos estilizados no tema da Disney (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

A Disney é tão chique que tem até uma linha própria de metrô em Hong Kong. Então já tá na cara qual é o principal meio de transporte para chegar até o parque, né?

Pegue a linha Disneyland Resort Line do MTR e desça na estação Disneyland Resort (é proibido se perder nessa). Como expliquei aqui, quanto mais longe, mais caro é a passagem. Como a Disney é longinha, a passagem deve sair HK$ 40 (ida e volta) mais ou menos. Chegando lá, é só descer na estação, que você já dar de cara com a bilheteria do parque.

A criançada fica louca com os personagens que andam pelo parque (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

O Que Fazer

Depois de ficar mais pobre na bilheteria, é hora de curtir o parque. A Disney de Hong Kong é dividida em 7 áreas: Main Street, Adventureland, Fantasyland, Grizzly Gulch, Mystic Point, Tomorrowland e Toy Story Land.

A Main Street é a área de entrada do parque e famosa pelo cheirinho de biscoito que fica no ar. Aqui o passatempo é tirar fotos e fazer umas compras na loja oficial do parque.

Só cuidado para não deixar o seu orçamento inteiro da viagem por lá. Vai por mim. É facinho perder o controle e sair com o boneco do Mickey pedreiro, o Pluto astronauta, o Pato Donald cozinheiro, e você, o Pateta, sem dinheiro.

Ao fundo, já dá pra avistar o famoso castelo da Cinderella (que é bem menor do que o do parque de Orlando).

O castelo da Cinderela também está por aqui (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Na praça central, vire à direita para chegar em Tomorrowland (uma área do parque, não a festa).  Aqui é a parte com os brinquedos mais radicais, se é que podemos chamar assim.

Os destaques ficam por conta da Hyperspace Montain, uma montanha russa fechada bem legal, o Star Wars: Comand Post, uma outra montanha russa que simula uma batalha espacial do universo Star Wars e o Buzz Lightyear Astro Blasters, um brinquedo que você fica em uns carrinhos atirando em alvos virtuais durante o caminho. Parece bobo, mas vale muito a pena.

It´s a Small Word: o brinquedo clássico dos parques Disney (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Seguindo reto, é hora de entrar em Fantasyland, a área do parque que te deixa dentro dos contos de fada. Se você estiver com crianças, aqui é a parte da viagem em que eles dão uma pirada. Todos os brinquedos são feitos para eles, como o Cinderella Carousel e o Dumbo the Flying Elephant.

Se sua viagem só inclui adultos sérios e distintos, recomendo por aqui duas atrações: o It´s a Small World e o Mickey´s PhilharMagic. O primeiro é um passeio de barco por cenários em miniatura com uma música no fundo que vai ficar grudada na sua cabeça por uns seis meses. O brinquedo é um dos primeiros inaugurados nos parques Disney e mesmo sendo bem simples, é uma tradição. Não dá pra ir a um parque Disney sem ir ao It´s a Small World. O segundo é um teatro em 3D bem legal com os personagens da Disney.

Aqui nessa área também dá pra tirar umas fotos dentro castelo da Cinderella.

Turistas passeiam pelo Jungle River Cruise (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Passando os contos de fada, é hora de se sentir na selva e curtir Adventureland. O brinquedo principal aqui é o Jungle River Cruise, em que você faz um passeio de barco por uma selva cheia de mistérios e perigos (que não são tão misteriosos ou tão perigosos assim). Para mim, o mais legal na área é a Tarzan´s Tree House, basicamente uma casa na árvore gigante. Suba nela para se sentir dentro do universo do Tarzan e também para curtir uma bela vista do parque.

As decorações realistas já são tradição nos parques da Disney (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Indo para a parte de trás da Adventureland, é hora de chegar em Grizzly Gulch, ou o velho oeste para os íntimos. A única atração aqui é a Big Grizzly Mountain Runaway Mine Cars, uma montanha russa dentro de trens em uma mina.

A mansão “Mystic Manor” não é tão assustadora assim (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Depois de sentir seu almoço revirado no estômago por causa da montanha-russa, ande para o lado para chegar em Mystic Point, basicamente uma cidade mal-assombrada. Aqui é legal para tirar umas fotos no Garden of Wonders, um jardim com ilusões em 3D e ir até a principal atração, a Mystic Manor, um museu cheio de fantasmas. Se você nunca foi a Disney, saiba que um dos lemas do parque é deixar que as atrações sejam acessíveis ao máximo de pessoas possíveis. Então esqueça sustos fortes e monstro sangrando correndo atrás de você. Os sustos aqui são bem mais simples e divertidos. A atração é para toda a família.

Galera acena para o Slinky do Toy Story (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Cansou? Já estamos chegando a última parte da Disney em Hong Kong: Toy Story Land. Como o nome diz, aqui é a terra dos brinquedos do filme Toy Story. A área é para tirar umas fotos com os personagens e curtir o RC Racer, uma espécie de montanha-russa em formato U, que vai e volta, tipo um barco viking, só que um carrinho. Uma recomendação: não vá de barriga cheia.

As paradas são o ponto alto do parque (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Além dos brinquedos, a Disney também é famosa pelos shows. Ao longo do dia rolam várias paradas pelo parque.

Entre os principais estão o Mickey & Friends Costume Party, Villains Night Out, Festival of The Lion King, Mickey and the Wondrous Book, Jedi Training: Trials of the Temple e o “Disney In The Stars” Fireworks. O último acontece no fechamento do parque, às 20h. Os outros são em vários horários diferentes durante o dia e mudam ao longo do tempo.

Antes de ir, dê uma checada aqui para confirmar certinho os horários e não perder nenhum.

O show de fogos e luzes no fim do dia é imperdível (Foto: Divulgação/Disney Hong Kong)

Depois de tudo isso ainda tem fôlego para mais um parque de diversões? Então vem comigo que te mostro como ver o urso panda no Ocean Park.


Booking.com
Booking.com